Por que algumas franquias dão certo e outras errado?

Investir em franquias é uma forma de empreender com menos riscos e maiores chances de sucesso. Afinal, o negócio já está consolidado e é possível aproveitar a força já existente da marca. Mesmo assim, algumas opções dão muito certo e outras dão errado.

O problema não está, exatamente, na forma como o sistema de franquia funciona. No geral, as questões estratégicas e operacionais têm um peso muito maior no desempenho — e é preciso ficar de olho para acertar na decisão.

A seguir, descubra por que algumas franquias dão certo e por que outras falham — e saiba como obter o melhor desempenho!

O segmento e o modelo de negócio são determinantes para a atuação

Primeiramente, é necessário considerar que as escolhas para atuação no mercado fazem com que esse investimento seja bem-sucedido ou não. Um segmento muito sensível a crises ou com grande sazonalidade, por exemplo, aumenta as chances de uma franquia não dar certo.

O modelo de negócio é mais uma questão a ser considerada. É preciso pensar em estratégias de divulgação, de vendas e de gestão, no geral. Se isso não estiver validado corretamente ou se a opção não for a ideal para o segmento, os resultados ficam comprometidos.

O apoio da franqueadora interfere no sucesso de franquias

Outra questão importante tem a ver com o suporte oferecido pela franqueadora escolhida. Dependendo do caso, esse é o grande diferencial e até o principal motivo para uma franquia falhar ou ser bem-sucedida.

franquias

Para empreender com sucesso e menos riscos, o ideal é contar com uma empresa que já esteja consolidada no mercado e que ofereça todo o apoio necessário para a atuação no segmento.

A transferência de know-how e o suporte por meio de times de inteligência são aspectos que fazem toda a diferença para favorecer o desempenho.

A boa estrutura da franqueadora aumenta as chances de êxito

Além do posicionamento da franqueadora perante a rede, é preciso que ela tenha uma estrutura completa. Franquias que aproveitam essas características, inclusive, observam um resultado melhor.

Pense, por exemplo, em uma loja de roupas infantis. Se a franqueadora tiver fabricação própria, o fornecimento é favorecido e todos saem ganhando nessa relação. Afinal, é uma forma de negociar as melhores condições e gerar bons resultados em ambos os sentidos.

Também é preciso considerar o uso de tecnologia e de métodos adequados para a gestão. Com esses cuidados, os franqueados têm a chance de chegar mais longe.

O desempenho financeiro afeta a capacidade de continuidade

Entre os motivos que fazem franquias falharem ou não está o desempenho financeiro, no geral. Afinal, não basta que as vendas aconteçam se a lucratividade não for adequada, por exemplo. Uma opção que ofereça ganhos de 12% sobre o faturamento, por exemplo, tem uma margem bem satisfatória.

Além disso, há a questão do tempo de retorno do investimento ou payback. Quanto menor ele for, mais fácil é recuperar o que foi aportado inicialmente. Como referência, uma franquia com payback de 36 meses consegue se destacar das outras e, assim, melhorar os resultados.

Os motivos que levam as franquias ao sucesso ou ao fracasso envolvem a estrutura, a franqueadora e o próprio modelo de negócio. Com isso, você pode tomar decisões melhores e empreender na melhor oportunidade.

Não perca nenhuma dica, novidade ou atualização do mercado! Curta nossa página no Facebook, siga nosso perfil no Instagram e se inscreva em nosso canal no Youtube!

Facebook

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.