Como funciona a análise de viabilidade da franqueadora?

Empreender no comércio por meio de uma franquia já consolidada é um passo importante na carreira de muitos empreendedores. Afinal, investir no próprio negócio com uma franqueadora líder no segmento em que atua representa um grande potencial de lucro. Mas, para que isso seja possível, é indispensável avaliar com cautela o cenário socioeconômico atual e avaliar a rentabilidade de uma franquia.

Nesse sentido, a mais eficiente ferramenta para ajudar o empreendedor com a instituição do seu negócio é a análise de viabilidade da franqueadora. Como o próprio nome sugere, ela avalia se o negócio é viável ou não, por meio de estudos que levam em conta fatores como capital investido, retorno financeiro, aceitação do produto pelos consumidores entre vários outros. 

Quer saber como esse procedimento funciona e como seus dados são importantes para mensurar os riscos antes de investir em uma nova franquia? Então leia este artigo até o final!

O que observar antes de fechar negócio com uma franquia?

Antes de efetivamente de compreender como é feita a análise de viabilidade de uma franqueadora, devemos avaliar alguns pontos que são de grande valia para iniciar um negócio com o pé direito:

Força da marca

Avaliar a importância que determinada marca possui junto ao público é um fator essencial. Assim é possível elaborar direções de marketing que serão implementadas com a consolidação da análise de viabilidade da franqueadora. 

Para isso, tenha em mente qual é o conceito essencial de sua marca, quais são os valores que ela representa e qual é a missão dela no mercado em que atua.

Demanda de mercado 

Ter consciência da demanda de mercado para uma determinada região é fundamental para ver a viabilidade econômica do empreendimento. Assim, é importante observar a localização, bem como a concorrência direta e indireta.

Público-alvo

Outro elemento importante é saber como seu público-alvo se comporta. Caso você esteja pretendendo investir em uma franquia de moda infantil, você deverá adotar estratégias que alcancem os pais das crianças, pois eles é que na verdade serão os seus clientes. 

Nesse sentido, procure saber se o seu público-alvo é formado por pessoas que priorizam qualidade e conforto ou se preferem preços mais atrativos. Fazendo isso, vai ficar mais fácil compreender se a franquia na qual pretende investir possui demanda na localização em que será instalada.

franqueadora

Como é feita a análise de investimento da franqueadora?

O conjunto de informações que gera o relatório final da análise de investimento é bastante amplo. Ele abrange uma série de fatores econômicos, sociais e culturais. Veja os quatro principais elementos financeiros que embasam esse tipo de levantamento.

Projeção de receitas e despesas

É o primeiro elemento para projetar a saúde econômica do seu negócio a médio e longo prazo. Assim, a estimativa de vendas deve abranger o volume de despesas estimado em um determinado período.

TMA (Taxa Mínima de Atratividade)

Trata-se do indicador que prevê o mínimo retorno financeiro esperado com o investimento. Esse dado é obtido ao relacionar o volume de capital investido e o lucro que se deseja obter com o negócio.

Payback

Esse índice mostra em quanto tempo você vai poder recuperar o capital investido na gestão de sua franqueadora. No caso da Franquia Alphabeto, por exemplo, esse retorno é estimado em 30 meses.

TIR (Taxa Interna de Retorno)

É uma taxa percentual que determina a rentabilidade de um negócio e que também leva em conta a Taxa Mínima de Atratividade. Para que seja considerada positiva, a taxa deve estar situada acima da TMA.

Gostou deste artigo? Então entenda a importância da análise de viabilidade feita pela franqueadora na negociação com esta leitura!

Facebook

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.